14/01/2013

Sem bom senso...

.E eu que pensava que nós, torcedores apaixonados, que não temos bom senso. Após esse atropelamento do Niners sobre o Packers no Divisional Round, sinto informar que o nosso amado Golden Rush não liga para nada que é convencional ou de senso comum.

Para começar, nenhum analista e nem o mais fanático dos torcedores poderia imaginar que algum dos dois times abriria três posses de vantagem. Ainda mais o Niners, que passou a temporada toda alternando boas e péssimas exibições ofensivas. Se não fosse um clamoroso erro de arbitragem, terminaríamos com 21 pontos de vantagem, essa é a verdade. A seguir, em tópicos mais razões para demonstrar que Jim Harbaugh e cia não querem montar uma dinastia. Querem é colocar a NFL de cabeça para baixo e ficar rindo às nossas custas!

- De um lado, um QB vencedor de Super Bowl e já tendo sido coroado MVP de uma temporada. Do outro, um QB segundo-anista que ganhou a posição durante a temporada. Ah, e alguém que muitos taxavam como incógnita pela falta de experiência e debutando nos playoffs. Um desses QBs, em seu segundo passe, lança uma interceptação retornada para TD. Bom senso: ele desanima e faz uma partida para esquecer. O que aconteceu sábado: lança para 263 jardas, corre para 181 (mais do que todo o time adversário), e marca 2 TDs lançando e 2 correndo.

- Contra um dos melhores QBs e um dos melhores ataques da liga, a defesa do Niners vem com muitas interrogações. Seu principal nome voltando de uma contusão grave, o pass rush sumido há vários jogos   e uma secundária sem grandes nomes de peso. Bom senso: o Green Bay atropela e marca mais de 40 pontos. O que aconteceu no sábado:  após um primeiro tempo equilibrado, o ataque dos cabeças de queijo desaparece e marca apenas 10 pontos (7 deles claramente ajudados pela arbitragem, como notado acima).

- Além das dúvidas sobre seu QB, o ataque dos Niners vem para o jogo desfavorecido. Com uma péssima taxa de conversão de terceiras descidas, apenas um WR produzindo bem durante a temporada, seu principal TE em má fase e uma linha ofensiva cedendo muitos saques. Bom senso: o Niners encontra muitas dificuldades para pontuar e manter a posse se bola. O que aconteceu sábado: o clube conquista 579 (!) jardas, marca 45 pontos, converte 61% das terceiras descidas e mantém a bola por 38 minutos.

Brincadeiras e números à parte, a verdade é que em todas as facetas do jogo o Niners fez uma partida soberba. Colin Kaepernick calou os críticos de Jim Harbaugh com uma performance histórica, que lhe tira o rótulo de "futuro" da franquia. Frank Gore, com 119 jardas, também mostra alta produtividade mesmo no final da temporada e Michael Crabtree confirma o ano monstruoso e que justifica sua escolha no primeiro round. Menção especial ao nosso coordenador ofensivo Greg Roman. Após humilhar o coordenador defensivo adversário, Dom Capers (O Green Bay parecia totalmente despreparado para a read option), só podemos lamentar que no ano que vem provavelmente não estará mais conosco!

Como era esperado, a defesa cedeu jardas e pontos ao genial QB adversário e seus múltiplos recebedores. No segundo tempo, acertou seu game plan- muito mérito de Vi Fangio- e nunca mais deixou A-rod à vontade. Nossa secundária cedeu passes e TDs longos, é verdade, mas quando necessário apertou a marcação. Patrick Willis teve uma partida rotineira, ou seja, espetacular, e vê-lo sacando e perseguindo Rodgers foi inesquecível.

E o nosso time de especialistas foi o responsável pela jogada que, na minha opinião, mudou o destino do confronto. A recuperação do fumble no punt por CJ Spillman  ocorreu quando o Packers estava na frente, movendo as correntes e com a possibilidade de naquele drive chegar a 21 a 7 no placar. Ao invés disso, pudemos ir para o intervalo com uma vantagem de 24 a 21, pavimentando o caminho para a defesa e CK varrerem o adversário...

Agora é hora de desafiar o bom senso de novo! Contra o Atlanta Falcons, pela primeira vez ganhar três jogos seguidos na temporada e garantir a passagem para nossa sexta aparição no Super Bowl. E quebrar uma escrita que nos assombra desde 1989: ganhar uma partida de playoff fora de casa!

The Quest for Six goes on! Beat The Falcons!

8 comentários:

José Lages disse...

Fico pensando em como deve ter sido difícil pro JH trocar de QB. As declarações confusas dele à época denotavam o que ninguém percebeu: Ele não estava escondendo jogo, estava em dúvida. Trocar uma promessa por um QB com +100 de rating? Parece loucura? E é!

Como já disse, Harbaugh usou sua experiência de jogador com passagem pelo SB. Sabia que é necessário algo especial pra ganhar o Vince Lombardi. Fez a aposta e a aposta pagou sábado. Com juros brasileiros inclusive!!!

Nunca esqueço o que o matt barrows disse certa vez sobre o Chris Culliver, quando ele cedeu um TD longo e estavam pedindo a cabeça dele: "Todo CB vez ou outra será queimado nessa liga" Isso é fato!

Se pegarmos o Brady no SB não é óbvio que ele fará jogadas espetaculares e uns 30 pontos.

Concordo com o Nilton, grande jogo de todos os setores do time, principlamente linha ofensiva, ao meu ver!

E, sem doideiras, mas acho que o atlanta tá no papo!

Anônimo disse...

Go niners......

juce disse...

Me pergunto qual 49ers estara em campo no proximo domingo, visto q o jogo é longe de San Fran.Aqle da partida contra os Patriots, q venceu e convenceu a todos, dando a impressao de ser um time imbativel, ou aqle da semana seguinte q foi aniquilado pelo Seattle???????
É justamente essa inconstancia, ou falta de bom senso, como nosso nobre blogueiro muito bem definiu, q me impede de cravar um vitória sobre os Falcons.Vitória essa q poderá apagar o sofrimento daqles Fumbles do ano passado e carimbar o nosso passaporte ao tão sonhado Superbowl.

Off topic:
Parabens ao Atlanta q além de conseguir tirar a "nhaca" de ñ vencer na pós temporada livrou a NFL de 2 pragas, Pete Carrol e Richard Sherman!!!!!!!!

Gui disse...

Se os niners jogarem como jogaram contra Green Bay, não tem quem segure..
Usando o ultimo jogo como exemplo, da pra afirmar que o nosso OC estava escondendo o playbook.. o que é um ótimo sinal, já que o mesmo vinha sendo alvo de várias críticas..
Espero que o CK continue jogando como jogou nesse ultimo jogo!

Ricardo Cavalieri disse...

Vamos lá...
Na minha opinião Harbaugh tem o time na mão, e ele sabe mais desse jogo do que todos nós juntos. Portanto, a troca de QB foi uma jogada de mestre dele. Ele sabia que precisava chacoalhar o time para chegar ao SB. Só precisava de uma oportunidade. Obrigado, Saint Louis Rams!!
Quero saber quem de nós nos últimos 7 anos não estava cheio do Alex Smith e seu jogo burocrático?
Colin é o nosso futuro, e com ele, todos os adversários nos temem, pode apostar.

Leo disse...

Não elogiem demais o Roman... Ele pode ouvir...

Moisés disse...

Acredito na vitória contra tudo e contra toda a fanática torcida de Atlanta.!

Fabio Cafagni disse...

Esqueçam o Niners contra Seattle. Qdo íamos dar um golpe neles, nosso kicker lascou td e aí 14 a 0 foi mais fácil. E tiramos um ponto dessa derrota: O CK já sabe como se preparar para jogar contra uma torcida fanática, portanto, VAMOS AO SB!!!