21/10/2007

San Francisco 49ers 15 x 33 New York Giants

Não se pode dizer que foi surpreendente, mas é sempre doloroso de se assistir. O pass rush do Giants expôs a O-line ao ridículo e, consequentemente, o ataque não andou. O ponto negativo ficou para a defesa, que não repetiu as boas atuações anteriores.

Amanhã, análise da partida.

8 comentários:

Bruno disse...

Gabriel, você notou a melhora na OL depois da entrada de Snyder e Bass no lugar dos pesos mortos Smiley e Jennings?

Mesmo hoje com o Strahan acabando com o Staley, eu vejo muito mais futuro com os dois que encerraram a partida hoje. Eu até tava achando que o Jennings tava mal por causa do LA, mas aparentemente é o contrário.

Você notou o quanto o Darrel Jackson é ruim? Vou entrar na campanha "tragam Antonio Bryant" de volta.

Você notou o lixo que o Derek Smith é, e que, mesmo cometendo uma falta ridícula no "garbage time", como o Brandon Moore é milhões de vezes superior a ele?

Você notou o quanto o Ashley Lelie precisa ser titular nesse time?

Você notou que o Frank Gore correndo mesmo tendo mais de 7 jardas por tentativa, ficou reduzido a menos de 20 corridas?

Então vem a pergunta final: porque o Nolan e o Hostler não percebem isso, sendo que está mais claro que água?


Coisas boas do time: Nate Clements novamente acabou com o Plaxico Burress que era uma máquina de TDs essa temporada e ficou reduzido a menos de 50 jardas. Walt Harris fez o mesmo com o Toomer. Patrick Willis voando o campo inteiro.

Andy Lee, o MVP!!!

Apesar de tudo, nossa defesa tem coração e temos um special team de dar inveja.

Gabriel Mury disse...

Bruno, acho que notei tudo o que você falou.

Na verdade, num dado momento do jogo eu pensei: "pô, a OL tá melhor agora". Aí a câmera foi e filmou o Baas. rs

Acho que a gente pode adicionar nos pontos positivos a melhora do playcalling. Aliás, o Hostler chamou o jogo da cabine hoje.

Gabriel Mury disse...

E só pra complementar, essa derrota não foi o fim do mundo. Dolorosa, sem dúvida, mas não o fim do mundo.

Allan disse...

O fim do mundo é o Nolan/Hostler/Warhop não mexerem nessa O-line ridícula.
LA e JJ não dá.

Fim do mundo é, num dia em que o jogo corrido estava funcionando igual ao ano passado, a equipe confiar nos passes do Dilfer. Justo de quem.

Fim do mundo é ter que ainda aguentar o Derek Smith em campo.

Com a volta do A. Smith temos uma chance de melhorar, e muito, mas se o Nolan não mexer nessa O-line, não vai ter milagre.

Bruno disse...

Derek Smith é piada mesmo. Brandon Moore é um puta de um playmaker que consegue sacks, tackles atrás da LOS, rápido e forte ao contrário do D. Smith que não consegue nem dar um tackle em mim sem perder 2 ou 3 jardas.

Só que o D. Smith tem um caso com o M. Nolan, já que o Brandon Moore errou 4 tackles na pré-temporada e foi pro banco, enquanto o D. Smith repete atuações ridículas atrás de atuações ridículas e continua titular.

José Lages disse...

Não vi o jogo, e, gabriel, dói muito sim...o fim do mundo não é, mas tá ficando difícil...

GO NINERS!!

Allan disse...

Humildemente venho retirar minha crítica ao fato de não termos usado mais o Gore porque soube que ele jogou o 2nd half machucado.

Mas as demais críticas, principalmente quanto à escalação da O-line, eu mantenho e reforço.

Abs.

Gabriel Mury disse...

O Nolan já confirmou hoje que não vai mudar nada na O-line. E parece que há um SÉRIO risco do Gore não jogar a próxima partida.

Acho que lance mais curioso do jogo foi o sack/fumble/touchdown do Dilfer. O Umenyora veio completamnete livre e ninguém entendeu porque. Só depois o Dilfer revelou que aquilo estava dentro do previsto e que o plano era soltar a bola num drop de 3 passos para o Lelie numa fade. Sabem o que aconteceu? O Dilfer deu 4 passos! Quer dizer, quando seu QB erra até o número de passos no drop o negócio complica.