25/11/2007

49ers 37 x 31 Cardinals - ATUALIZADO

Acredite se quiser: Dilfer não lança interceptações, Banta-Cain é o herói do jogo e o 49ers marca mais de 30 pontos com mais de 300 jardas ofensivas.

Vale destacar a jogada de Patrick Willis, salvando um TD na prorrog
ação, o que resultou no FG errado do Neil Rackers (que é um dos kickers mais amarelões da NFL). Procurem por essa jogada no NFL.COM. Ele sai do meio do campo e chega no WR, exibindo toda sua velocidade 4.4. Ele tem de ser o Defensive Rookie of the Year, não tem jeito.

***

Se eu fosse escolher os "heróis" da partida", eu apontaria 3: Gore, Willis e Strickland. Sim, Walt Harris conseguiu 2 interceptações, Clements forçou um fumble lindo e Banta-Cain marcou o TD da vitória. Ainda assim, eu fico com os 3 citados. Esse 3 exemplificaram a mentalidade do 49ers no jogo de ontem, pois mais do que esquemas táticos, o que se viu ontem foi uma mudança na maneira do time encarar o jogo.

Ronnie Lott sempre diz que os grandes jogadores tem uma coisa em comum: eles se recusam a perder. Eles detestam perder mais do que gostam de ganhar. E ontem o 49ers se recusou a perder. Era essa a mentalidade que o time tinha que ter desde o início da temporada.

Querem maior exemplo de recusa a perder do que aquela corrida de Patrick Willis para salvar o TD?

No entanto, é óbvio que houveram outras mudanças também. Sobretudo no ataque.

Confesso que, ao contrário da maioria dos torcedores, estou hesitante em colocar essa melhora ofensiva na conta de Ted Tollner. Honestamente, acho impossível precisar o quanto de impacto ele teve em apenas uma semana. Mas que o gameplan mudou, isso mudou.

A dupla Hostler/Tollner prepararam o jogo perfeito para Alex Smith, só que quem estava em campo era Trent Dilfer. E, vejam só, funcionou!

Hostler/Tollner abriram o ataque, usando vários WR e usando e abusando da shotgun, mesmo nas jogadas de corrida. Pararam com aquela coisa irritante de usar só drops de 7 passos, o que facilitou o trabalho da linha. Claro que nada disso seria suficiente se os jogadores não colaborassem. E 2 deles colaboraram muito: Dilfer e Gore.

Dilfer fez aquilo que devia ter feito em outros jogos: não inventar. Procurando colcoar a bola nas mãos de seus 2 playmakers, Gore e Davis, Dilfer mostrou que sabe jogar com inteligência, sem fazer aqueles passes longos que quase sempre acabam nas mãos dos DBs adversários.

Já Gore foi absolutamente sensacional. Mais de 100 jardas terrestres (primeira vez no ano) e 98 jardas aéreas, voltou a ser aquele jogador da temporada passada. Foi um jogo para pegar confiança e quem sabe fazer boas apresentações nesse final de temporada.

A Defesa

Warner lançou para 484 jardas. Ainda assim, é difícil culpar nossos DBs, a não ser no primeiro TD de Fitzgerald e no Hail-Mary. Fora isso, a culpa maior é do pass-rush do 49ers, que mais uma vez não existiu (quase todos os sacks foram coverage sacks). Essa defesa precisa de 2 coisas: um OLB que chegue até o QB e um NT que atraia os double-teams.

Até lá, estaremos sujeitos a partidas como essa.



Atuações:

Ataque:

QB - Trent Dilfer foi excelente. 2 TDs e nenhum turnover. Em se tratando de Dilfer, não dá pra ficar melhor que isso. Nota 8

HBs - Gore simplesmente acabou com o jogo. Nota 10

WRs/TEs - Continuam inconsistentes e dropando passes. Ao menos, Battle e Davis fizeram grandes jogadas em seus TDs Nota 7

OL - Tiveram seu trabalho facilitado pelo novo gameplan, que usou passes mais rápidos. Nota 7


Defesa:

DL - Continua sendo uma linha medíocre. Nota 5

LBs - Willis é inacreditável, Haralson não repetiu as boas atuações e Banta-Cain fez o TD da vitória. Nota 7,5

DBs - Como eu disse, é difícil culpá-los quando o time não tem pass-rush. Nenhum corner ou safety da liga consegue marcar um recebedor por mais de 5 segundos. Conseguiram turnover importantes Nota 6

Special Teams: Andy Lee. O que faríamos sem ele? Destaque também para Michael "Beer man" Lewis. Nota 8


21 comentários:

Kado disse...

efeito Ted Tollner + vergonha na cara nesse time?

só pode.

Anônimo disse...

Foi um grande jogo e a influencia do Ted Tollner no offense game do 49ers hoje esse ataque jogou DIGNAMENTE sem cometer erros, Gore começou a ser mais utilizado fazendo mais de 100 yds pela 1 vez nessa temporada e os WR´s recebendo alguns passes, a defesa tb jogou muito bem 2 int de Walt Harris e o fumble do Tully Banta Cain que decidiu o jogo depois da amarelada do Neil Rackers.

Rodrigo disse...

Só uma coisa p/ adicionar com relação ao Patrick Willis - 18 TACKLES na partida! E alguns ousaram dizer q ele não conseguiria jogar numa defesa 3-4...

Gabriel Mury disse...

Eu não me esqueço da conversa via chat que eu tive com um draft expert na qual eu perguntei a ele se Willis seria bem-sucedido numa defesa 3-4.

A resposta dele: "Willis será bem-sucedido em QUALQUER defesa".

Acho que ele tinha razão.

Bruno disse...

Olha só... Eu amo o 49ers!

Gore jogou que nem o ANIMAL da temporada passada. Mais de 200 jardas somadas e 2 TDs.

Allan disse...

Ok, foi bem melhor do que vinha sendo, mas continua péssimo.

Não vamos esquecer que o Kurt Warner fez a festa e percorreu quase o campo todo em 1 min no drive que empatou o jogo.

E que na OT bastava o Racker converter um FG fácil e teríamos perdido de novo.

Com isso, todas as nossas sofridas 3 vitórias poderiam facilmente ser derrotas se não tivéssemos tido sorte no lance decisivo.

Que temporada pra esquecer...de novo...

Bruno disse...

Mas Allan, apesar dos defeitos na secundária que permitiu 3 "big plays", esse jogo mostrou uma melhora evidente.

Agora a gente precisa juntar tudo. O ataque e o gameplan desse jogo, com a secundária que acabou com o Cardinals, Rams e Steelers (nossa pass defense era a nona melhor da NFL até essa rodada) com a defesa contra o jogo corrido e o pass-rush das duas últimas semanas.

Se nós conseguirmos juntar tudo que a gente fez bem isoladamente nesses jogos eu vou ficar feliz no final da temporada.

E se a gente deu sorte no FG errado, eles tiveram um Hail Mary que NUNCA devia ter dado certo e a gente teria ganho o jogo no tempo normal.

PS. Patrick Willis é foda, mas precisa aprender a cobrir melhor.

Allan disse...

Bruno,

Realmente foi melhor, mas ainda estou com os dois pés atrás.

Apesar do ataque ter melhorado 1000%, ainda continuamos com uma dificuldade absurda para converter 3as e 4as descidas para mísera 1 jarda.

Patrick Willis é FODA!

Bruno disse...

Olha, bem lembrado Gabriel.

O Beer Man detonou ontem. Além daquele belo retorno que resultou num FG, ele demonstra uma coragem praticamente insana de querer retornar punts, mesmo que for pra ganhar míseras 2 ou 3 jardas com três defensores querendo quebrar ele no meio a um passo de distância. Ele é foda e é TÃO, mas TÃO melhor que o Brandon Williams.

E aquele passe defendido pelo Strickland x Bryant Johnson foi espetacular.

Bruno disse...

E nossa linha é medíocre no pass rush. Contra o jogo corrido vem em crescente evolução.

E já tá na hora do Derek Smith sair e dar lugar ao Brandon Moore ou pro Jeff Ulbrich. Ontem eu contei 2 tackles perdidos que resultaram em bons avanços.

Gabriel Mury disse...

Realmente Bruno, o Beer Man se recusa a pedir fair-catches. rs

Rodrigo disse...

O Beer Man é louco! Tirando o Devin Hester e o Joshua Cribbs, é o único returner q tenta alguma coisa mesmo com a bola caindo na linha de 5 jardas... Ele já tava merecendo um bom retorno e acabou vindo na hora certa. Acho q poderíamos testá-lo retornando kickoffs tb...

Obs.: Quem eh Brandon Williams??? Hhahahahahaha

Anônimo disse...

Podemos dizer..nao sei se todos concordam comigo que o 49ers estreou na temporada nesse jogo contra o cards, é dai para melhor que seja com o Dilfer mas pelo menos e o começo de alguma coisa boa nessa equipe

Anônimo disse...

Apesar de tudo, ainda é preucupante e vergonhoso. A gente torce pro 49ers, e comemorar muito uma vitória por sorte, não é do nosso tamanho.

Mas pelo menos evoluimos! Se esse time virar TIME MESMO, ano que vem, quem sabe possamos sonhar mais alto. (a quantos anos eu digo isso pra mim mesmo?)

E o Beer Man ta virando ídolo! HHAHAAHAAHAH sem comentários sobre ele, eh o returner mais louco da liga!

pauloo disse...

eu não entendo muuuuuuuito assim de futebol americano, mas curto mt o jogo.
e eu tenho um monte de roupa do 49ers, que uma amiga me manda td ano de chicago, então agora que to "acompanhando" e "jogando" futebol americano resolvi torcer pelos 49ers.

tenho lido este blog a quase 1 mes, mas tenho algumas duvidas qt a girias..

o que significa a posição do f. gore que vc falou nesse post?
o que é um fumble?
e draft, como funciona isso? é tipo um leilão dos jogadores? ou é a famosa "época de transferencias"?

vlw, abçs

Dudu disse...

o gore eh um running back, fica posicionado no backfield(atras do quarterback) antes da jogada comecar, e eh reponsavel por correr com a bola. Fumble, genericamente, eh qdo a um jogador q tem a posse da bola a solta, entao eh de quem pegar. E o draft eh a escolha d jogadores q vao ingressar na liga. A ordem de escolha eh determinada pela posicao do time na temporada anterior, sendo q o pior escolhe primeiro e assim por diante. BEEEEM RESUMIDAMENTE eh isso ;)

Gabriel Mury disse...

Só pra complementar o que o Dudu falou, aqui vão os links de 3 posts escritos na época do draft desse ano:

http://ninersbrasil.blogspot.com/2007/04/testando.html

http://ninersbrasil.blogspot.com/2007/04/um-timo-primeiro-dia.html

http://ninersbrasil.blogspot.com/2007/04/melhor-notcia-do-segundo-dia-d-jax-49er.html

pauloo disse...

vlw ;D

eu ainda tenho umas dúvidas sobre como é montado o draft, mas deixa pra depois

Radan disse...

Uma coisa q poucas pessoas comentaram q o Gabriel disse e é a mais pura verdade.

O QUE SERIA DE NÓS SEM ANDY LEE?!
O kra ta jogando muito e se não fosse ele talvezs não teríamos ganho esse jogo...

José Lages disse...

Paulo, seja bem-vindo!
Só tem uma coisa: torcer pros niners vicia e é sofrido. Se vc for corinthiano facilita.

Mas, por outro lado, o time joga até hoje sob o "peso" De Joe Montana, Ronnie Lott, Bill Walsh, Steve Young, Jerry Rice etc. É um time com o espírito de campeões.

Nós não comemoramos título de divisão ou conferência... nós só aceitamos o Super Bowl, e ganho de muito!
Abraço, GO NINERS!!

Gabriel Mury disse...

Radan, acho que sem o Andy Lee nós não teríamos vencido nenhum dos 2 jogos.